Sesc-SP oferece curso ‘mão na massa' sobre literatura hispano-americana

Foto: Joca Reiners Terron (Isabel Santana Terron).

O post é breve, mas a dica é valiosa. Começa em 21 de março um curso de literatura hispano-americana no Sesc-Pinheiros, em São Paulo, sob o comando do escritor Joca Reiners Terron (autor de Curva do rio sujo e, mais recentemente, de Noite dentro da noite) que faz jus à palavra “imperdível” ao menos entre os interessados no tema. 

Primeiro, porque faltam esses cursos. Falta informação circulando sobre os atuais talentos da literatura da região. Depois, porque o curso não só é um repasso com qualidade (Joca Terron é uma das figuras do nosso meio editorial que mais se interessa pelas letras latino-americanas contemporâneas; criou na Rocco a coleção Otra Língua, focada nelas) desse panorama, mas porque ele propõe explorar modelos que podem inspirar processos criativos próprios. Em suma, aprenda a escrever com César Aira (Argentina), Roberto Bolaño (Chile), Mario Levrero (Uruguai)… E o último que você precisa se preocupar na vida é se quer ou não um dia de fato ser escritor.

A coisa está dividida por módulos. Em março, Joca divide a missão de falar sobre “inventividade literária” com Ronaldo Bressane. Em abril, o foco é o conto (com Roberto Taddei); em maio, poesia e dramaturgia (com Bruno Brum); e em junho, o romance (com Antônio Xerxenesky). Sempre, pelo que explica o Sesc a respeito do curso, o conteúdo das aulas se apóia sempre em escritores destacados em suas áreas, que todo mundo, ao menos na América Latina, deveria conhecer. Cada módulo dura um mês, e o combo completo se encerra em junho. As inscrições são feitas no Sesc, a um preço módico. E sua vida nunca mais será a mesma.